Lúdio tentará aliança inédita em Cuiabá

Foto: reprodução

Após sua confirmação como pré-candidato pelo PT, o deputado estadual Lúdio Cabral revelou estar em estágios avançados de negociação com partidos aliados ao presidente Lula e em busca de uma aliança inédita em Mato Grosso com o PSDB. Lúdio mencionou conversas com as legendas da Federação (PV e PCdoB), diálogos com a Federação Rede-Psol e negociações com o PSDB-Cidadania. Entre os participantes dessas conversas estão Marco Marrafon, do Cidadania; o deputado estadual Carlos Avallone e o ex-deputado federal Nilson Leitão, ambos do PSDB, sendo este último conhecido crítico do  PT. (Capital Notícia) 

Confirmação – A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, explicou em entrevista à Rádio Capital FM que houve “muita conversa” e o PT entendeu que a ex-deputada Rosa Neide, que também disputava indicação,  deve continuar como diretora-executiva da Conab. (MidiaNews)

PF investiga contrato milionário da prefeitura de Cuiabá

A PF investiga um contrato de quase R$ 15 milhões da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, em Cuiabá, com suspeitas de irregularidades. A apuração foi iniciada após denúncias no Ministério Público Federal  sobre a falta de implementação do software contratado pela secretaria municipal de Saúde em 2022, apesar dos mais de R$ 8 milhões já pagos à empresa. A Controladoria-Geral da União também encontrou falhas na execução do contrato. (Olhar Jurídico)

Juíza nega pedido da Defensoria para suspender demolições

A juíza Adriana Sant’Anna Coningham, da 2ª Vara Cível Especializada em Direito Agrário, legitimou a demolição das casas no Contorno Leste, em Cuiabá. A Defensoria Pública havia requerido na Justiça a suspensão das demolições, porém, o pedido não foi atendido. Segundo a magistrada, não cabe à Defensoria ou aos moradores pedir que as demolições sejam paradas, isso porque, de acordo com a primeira determinação da Justiça, as destruições só não poderiam ser realizadas durante o cumprimento da desocupação. (Hipernotícias)

 

Banda da PM toca funk e terá repertório ‘prévio’

Após viralizar nas redes sociais um vídeo em que a banda da Polícia Militar aparece tocando e cantando a música “Toca o Trompete”, hit do cantor Felipe Amorim, que contém cunho sexual, o comandante geral da PM, Alexandre Mendes, suspendeu as apresentações. O caso ocorreu na escola Tiradentes, que é militar, quando uma aluna pediu a música. Em nota, o comandante informou que designará uma equipe para aprovar, previamente, o repertório da banda. (RDNews)

Servidores são investigados por recebimento indevido de verbas

Servidores da Câmara Municipal de Barra do Garças foram alvos da Operação Transparência, deflagrada ontem (14), para investigar possível recebimento indevido de verbas que eram garantidas a servidores concursados na gestão anterior da Mesa Diretora. A Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão em quatro setores do Legislativo, além de mais duas residências no município. A própria Câmara Municipal denunciou os fatos identificados pelo presidente da Casa no biênio 2021/2022. (G1-MT) 

Assembleia aprova inclusão de povos originários na CNH Social

A Assembleia Legislativa aprovou a inclusão dos povos originários no programa CNH Social, que disponibiliza a primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH) gratuitamente para pessoas de baixa renda. Os deputados realizaram uma alteração para incluir indígenas e quilombolas. Agora, o projeto segue para a sanção ou veto do governador Mauro Mendes. (G1-MT)

 

Foto: reprodução

TCU: renúncias fiscais aumentaram 274% na gestão Bolsonaro

O TCU concluiu que alguns dos benefícios concedidos pelo governo Bolsonaro em 2022 desrespeitaram a LRF e a LDO daquele ano. Por conta disso, o TCU decidiu encaminhar os documentos à PGR para que tome as medidas que julgar necessárias, diante de “indícios de vícios no processo legislativo”. O relatório aponta que, em 2022, o governo renunciou a uma receita de R$ 202,2 bilhões para o período de 2022 a 2025. Enquanto, as renúncias fiscais concedidas em 2021 representavam uma renúncia de R$ 54 bilhões de 2021 a 2024. Ou seja, um aumento de 274% nas renúncias fiscais. (G1)

Caso Marielle chega ao STF por envolvido ter foro

As investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e de seu motorista Anderson Gomes, chegaram ontem (14) ao STF,  após ser identificado o suposto envolvimento de pessoa com foro privilegiado no Supremo. A apuração segue em sigilo e não há detalhes de quem é a pessoa com foro citada nas investigações do caso. A morte de Marielle e Anderson completou 6 anos ontem. (G1)

Promessa – seis anos depois, governantes repetem que irão solucionar o crime ‘em breve’. (O Globo)  

 

Meio Ambiente


Foto: assessoria/Sema-MT

Em Nobres, gruta interditada é destino de visitações proibidas

A Gruta da Lagoa Azul, localizada em Nobres, interditada pelo Ibama desde 2002 devido à degradação da área, tem sido local de visitação e ensaios fotográficos. De acordo com o MPE, existem inúmeras denúncias de que guias de turismo clandestinos promovem passeios irregulares, sem informar aos turistas sobre a proibição. O valor chega a R$ 250 por pessoa. Desde a interdição, a gruta passou a ser responsabilidade da Sema, que explica que o local possui alertas e placas avisando da interdição e risco. Além disso, a área também é monitorada e mantém uma gerência que realiza as orientações. (G1-MT)

STF determina plano de preservação da Amazônia

O STF determinou que o governo Federal tome medidas para conter o desmatamento na Amazônia Legal com metas específicas de prevenção e combate aos incêndios. Decidiu ainda, a partir de sugestão do ministro Flávio Dino, que seja instituída a abertura de um crédito extraordinário, em 2024, para esses mesmos fins, com informação ao Congresso Nacional para previsão orçamentária, com vedação de contingenciamento. No entanto, por 8 votos a 3, o STF não declarou o estado de coisas inconstitucional, por reconhecer que houve um avanço no processo de reconstitucionalização ambiental no Brasil, a partir de 2023. (Metrópoles)

“Estancar a boiada” – Durante julgamento da chamada “pauta verde” no STF, ontem (14), o ministro Alexandre de Moraes lembrou falas polêmicas de dois ministros da gestão de Jair Bolsonaro: Paulo Guedes (ex-economia) e Ricardo Salles (ex-meio ambiente), referente às questões ambientais. E durante o voto, alegou que o governo agora tenta “estancar a boiada”. (Metrópoles)

 

Economia

Foto: arquivo/Agência Brasil

Agro tem recorde com 28,3 milhões de trabalhadores

O setor agropecuário brasileiro emprega 28,3 milhões de pessoas, representando 26,8% do total de ocupações no país, segundo dados da CNA/USP. Esse é um recorde registrado se considerada a série histórica iniciada em 2012.

No entanto, o PIB do setor apresentou queda em diversos segmentos entre o segundo e o terceiro trimestres de 2023, incluindo insumos (-7,12%), segmento primário (-1,84%), agroindústrias (-0,61%) e agrosserviços (-0,61%). (G1)

Gastos com compras internacionais chegam a R$ 6,4 bi

Os brasileiros gastaram mais que o dobro com compras em sites internacionais em 2023. Segundo a Receita Federal, os consumidores desembolsaram R$ 6,42 bilhões com cerca de 210 milhões de encomendas em e-commerces estrangeiros. Em 2022, aproximadamente R$ 2,57 bilhões foram gastos em 178,6 milhões de compras. A Receita também informou que o número de declarações de importação teve um salto de 3,41 milhões em 2022 para 57,83 milhões em 2023 e afirmou que a maioria das encomendas não pagou impostos, taxas ou contribuições devido ao programa “Remessa Conforme”, que desde agosto do ano passado isenta compras de até US$ 50. (CNN) 

 

Ministros atribuem alta dos alimentos ao clima

Os ministros Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário) e Carlos Fávaro (Agricultura) atribuíram a questões climáticas a alta no preço dos alimentos e afirmaram que o governo espera uma redução nos próximos meses. Os ministros deram as declarações após reunião com o presidente Lula, ontem (14), no Palácio do Planalto. A audiência – que contou com a participação do ministro Fernando Haddad (Fazenda) – foi convocada pelo presidente para debater o aumento nos preços dos alimentos. (G1)

Queda nos preços – O  governo federal espera que o preço tenha uma redução na prateleira dos mercados a partir de abril. Foi identificada uma queda de cerca de 20% no preço da saca de arroz e a expectativa é que isso  seja transferido aos consumidores nos mercados. (O Globo) 

Mudanças no Minha Casa, Minha Vida estimulam vendas

As mudanças nas regras do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), anunciadas no meio do ano passado, e o início do ciclo de quedas da taxa básica de juros já se refletiram em um aumento no número de lançamentos em 2023, e trazem uma perspectiva positiva para o mercado imobiliário também neste ano. Só no MCMV, o volume vendido no segmento subiu 42,2% no ano passado em comparação a 2022, já o valor das vendas dentro do programa subiu 55,1%, na mesma relação. (G1)

 

Tecnologia

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Grupo vai produzir guia para uso de telas por crianças

O governo federal instituiu um grupo de trabalho (GT) para tratar sobre os riscos do uso indevido e abusivo de dispositivos eletrônicos por crianças e adolescentes. O objetivo é que o trabalho resulte na produção de um guia para uso consciente de telas, com orientações para familiares, cuidadores e educadores, criação de políticas públicas.  

Entre 2019 e 2022, houve crescimento de 64% nas taxas de lesões autoprovocadas intencionalmente por crianças e adolescentes. O dado está relacionado ao uso de telas conectadas à internet por esse público. (Agência Brasil) 

‘Carro voador’ já tem 3 mil encomendas

Com quase três mil encomendas e início de operação previsto para 2026, os eVTOLs (popularmente conhecidos como “carros voadores”) da Embraer passam por um processo de regulamentação na Anac, responsável por supervisionar as atividades da aviação civil no Brasil. Os carros voadores se assemelham, na estrutura, aos helicópteros, mas são feitos para viagens de curta distância, dentro de uma mesma cidade ou para cidades próximas. Outra característica comum é o motor elétrico. Também há diferenças nas asas, que podem ser fixas ou no tipo de hélice. (G1)

SpaceX faz seu melhor voo teste, mas não retorna à Terra

A SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk, fez, ontem (14), o terceiro voo teste da Starship. Apesar de ser considerado pela fabricante o experimento mais bem-sucedido até aqui, já que chegou próximo à fase de pouso da nave, o gerente de comunicações da SpaceX, Daniel Huot, confirmou – alguns minutos depois – que a Starship foi destruída. Mais uma vez, não havia tripulantes. (G1)