Emanuel Pinheiro começa 2024 na artilharia 

Foto: Secom/Prefeitura Municipal de Cuiabá

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), exonerou ontem todos os titulares dos cargos comissionados e funções de confiança da Secretaria Municipal de Saúde e da Empresa Cuiabana de Saúde Pública. Com o encerramento da intervenção do estado no setor, retornaram os ataques nas narrativas. O governo estadual rebateu o relatório da prefeitura que aponta falta de medicamentos nos postos que “comprometem o funcionamento”. Em nota, o Gabinete de Intervenção informou que “investiu R$ 36 milhões” e que as unidades estão com estoques essenciais para 20 dias. (eh fonte/Olhar Direto)

BRT – Em outra frente de atrito com o governo, Pinheiro foi proibido de praticar qualquer medida que impeça as obras do BRT em Cuiabá, sob pena de responsabilização. O conselheiro Valter Albano, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), acolheu uma representação do governo  que alega que o prefeito está “demonstrando sérias intenções de inviabilizar o empreendimento”. (MídiaNews) 

 

COLUNA

Francisca Medeiros

Informações que unem o campo e a cidade.

Para o agro, 2024 promete muitos desafios. A safra de grãos – milho e soja, principalmente – deverá ser menor por causa das condições climáticas que estão bagunçando o calendário. E no controle do negócio o produtor terá que fazer ajustes muito precisos para não ter a renda comprometida. Este é o assunto de hoje da coluna da jornalista Francisca Medeiros, que observa que na esteira dos desafios também aparecem  oportunidades para aprimorar os processos produtivos e de gestão.

Leia aqui a coluna na íntegra 

 

MT fica fora da lista dos estados que devem zerar cirurgias do SUS

Tocantins, Sergipe, Piauí, Paraíba e Mato Grosso do Sul devem zerar as filas de cirurgias no Sistema Único de Saúde (SUS), segundo previsão do Ministério da Saúde. Mato Grosso está fora da lista. Até outubro de 2023, 250 mil cirurgias foram realizadas no país, o que representa cerca de 70% da meta do programa nacional. O objetivo é  reduzir a espera por procedimentos que ficaram represados, sobretudo durante a pandemia de covid-19, que somam mais de 500 mil cirurgias na fila declarada pelos estados. Entre os procedimentos mais demandados estão cirurgias de catarata, retirada da vesícula biliar, cirurgia de hérnia, remoção de hemorroidas e retirada do útero. (Agência Brasil)

Kalil Baracat admite privatizar serviços de água e esgoto

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), confirmou a hipótese de privatizar o serviço de água e esgoto no município. E defende que a decisão deverá ser tomada pela população após a finalização dos investimentos em curso. Ele avalia que os investimentos devem ser contínuos para acompanhar o crescimento populacional e as demandas crescentes. A privatização não está em pauta no momento e o prefeito diz que o foco é resolver a escassez de água com a construção de reservatórios de alta capacidade e a instalação de hidrômetros. (Gazeta) 

Servidores ganham mais de R$ 1 milhão em salário em 2023 

Pelo menos 12 servidores do executivo federal, diplomatas de alto escalão do Itamaraty em postos no exterior, receberam em 2023 mais de R$ 1 milhão, cada. A soma é de salário líquido e verbas indenizatórias. Esses valores foram inflacionados devido aos salários em dólares americanos e ao substancial auxílio-moradia para residências em capitais estrangeiras, sem irregularidades nos pagamentos. O diplomata Octávio Henrique Dias Garcia Côrtes, embaixador do Brasil no Japão, lidera a lista com R$ 1,11 milhão recebido, seguido por Rafael de Mello Vidal, embaixador em Angola, e Eduardo Botelho Barbosa, cônsul-geral em Zurique. (Estadão) 

 

Lula é consenso para 2026, mas PT deve preparar sucessão, diz Haddad

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse em entrevista ao jornal O Globo que o nome de Lula  é consenso no PT para 2026, mas alerta que o partido precisa começar a se preparar para essa transição, porque o problema “vai se colocar” na eleição seguinte.  Haddad negou que busque ocupar esse posto e diz que disputou em 2018 porque Lula estava preso. Ele  rebateu críticas de petistas à política econômica. “Nos cards de Natal, o que aparece é assim: ‘A inflação caiu, o emprego subiu. Viva Lula!’. O meu nome não aparece. Haddad é um austericida”, afirmou. ( O Globo) 

Gleisi Hoffmann, presidente do PT, respondeu às críticas de Haddad. A dirigente disse que a legenda não acha que “está tudo errado” nas ações do ministro, mas falou que há preocupação com uma “política fiscal contracionista. Ela  também criticou uma discussão antecipada sobre sucessão. (O Globo) 

Fundo eleitoral aumenta 145% e será o maior da história

O fundo eleitoral para campanha, conhecido como fundão, será de R$ 4,9 bilhões nas eleições municipais de 2024. O montante é 145% maior que o do último pleito municipal, quando chegou a R$ 2 bilhões. O valor turbinado também é cinco vezes maior que o sugerido pelo Poder Executivo na proposta original (de quase R$ 1 bilhão) e está previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2024, sancionada pelo presidente Lula e publicada ontem no Diário Oficial da União. (Metrópoles)

 

Meio Ambiente

Inscrições rupestres. Imagens do livro: reprodução

Vestígios atestam que presença de humanos no Pantanal é antiga

O  livro de Maria de Fátima Costa e Pablo Diener, professores aposentados da Universidade Federal de Mato Grosso, desafia a visão comum do Pantanal como um ambiente historicamente inóspito e revela uma presença humana antiga e significativa na região. Intitulado “Pantanal – Origens de um Paraíso”, a obra não apenas aborda a história milenar dos povos que habitaram o Pantanal, mas também explora as características geológicas e naturais que formaram esse ecossistema único. O livro também destaca a importância dos sítios rupestres e aterros como evidências arqueológicas dessas antigas ocupações humanas. (Folha SP)

Cerrado e Amazônia de MT têm 73% de desmatamento sem autorização

O desmatamento acumulado na Amazônia e no Cerrado de Mato Grosso entre agosto de 2022 e julho de 2023 foi de 2.506,2 km2, sendo que em 73% dos casos a supressão ocorreu de forma ilegal. Apesar de uma queda de 14% no desmatamento sem autorização quando comparado ao mesmo período anterior, o número ainda está longe de refletir as expectativas frente ao aumento da fiscalização e sinaliza o predomínio da “sensação de impunidade” entre os desmatadores. (ICV)

 

 

Em MT, 1,1 mil animais silvestres foram resgatados em 2023

A  Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso informou que  recebeu no ano passado 1.107 animais silvestres resgatados pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros ou pela ação voluntária de cidadãos. A maioria, periquitos-de-encontro-amarelo, gambás e jabutis. (Olhar Direto)

Governo faz testes no Portão do Inferno para contenção de paredões 

A Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT)  iniciou uma série de testes para a implantação das telas de contenção na região do Portão do Inferno, na MT-251, entre Cuiabá a Chapada dos Guimarães. A  medida faz parte das intervenções emergenciais propostas pelo governo do estado. A informação é que está sendo aguardada manifestação do ICMBio para a realização do serviço. Por outro lado, o órgão federal já se manifestou que aguarda o envio do projeto. O trecho ontem ficou interditado durante quase todo dia. (MídiaJur)

 

Economia

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Inflação dos alimentos deve voltar  sob efeito do El Niño

Após a provável deflação (queda) no acumulado de 2023, os preços dos alimentos consumidos em casa devem subir no Brasil em 2024 sob impacto do fenômeno climático El Niño. Segundo economistas, a tendência é que a alta não seja tão intensa quanto os aumentos registrados em 2020, 2021 e 2022, mas o avanço pode gerar desconforto para o bolso dos consumidores, principalmente dos mais pobres.

Essa projeção está associada ao fato de que as famílias de menor renda destinam uma fatia maior do orçamento, em termos proporcionais, para a compra de alimentos. (Folha SP)

Mercado financeiro prevê inflação de 3,9% e dólar a R$ 5

Economistas do mercado financeiro preveem que o Brasil feche o ano de 2024 com inflação de 3,9%, crescimento econômico de 1,52% e com o dólar cotado a R$ 5. As informações constam do primeiro Boletim Focus do ano, divulgado ontem pelo Banco Central. As projeções indicam estabilidade em relação à edição anterior do Focus, divulgada na semana passada. A única variação foi na previsão de inflação, que caiu de 3,91% para 3,90%. (G1) 

 

Programa da Receita  que regulariza dívidas já pode ser acessado

Os contribuintes com pendências com a Receita Federal  podem quitar as dívidas livres de multas e juros. Está valendo o prazo de adesão ao programa Autorregularização Incentivada de Tributos. Ele permite que os contribuintes admitam a existência de débitos, paguem somente o valor principal e desistam de eventuais ações na Justiça em troca do perdão dos juros e das multas de mora e de ofício e da não realização de autuações fiscais. Tanto pessoas físicas como jurídicas podem participar do programa. (Agência Brasil)

Teto para rotativo no cartão  vale a partir desta quarta-feira

O Banco Central confirmou que começa a valer hoje o novo teto de juros para o rotativo e da fatura parcelada do cartão que limita juros e encargos em 100% do valor total da dívida. Com o teto de juros do rotativo e da fatura parcelada, quem não pagar uma fatura de R$ 100, por exemplo, e empurrar a dívida para o rotativo, pagará juros e encargos de, no máximo, R$ 100. Dessa forma, a dívida não poderá ultrapassar R$ 200, independentemente do prazo.

Ainda como exemplo: uma pessoa contrata dívida de R$ 1 mil no cartão de crédito e não paga. Ela estaria sujeita a quase 450% ou 500% de juros no ano [pelas regras anteriores]. Com essa medida, não vai poder exceder 100%. (Agência Brasil)

 

 

Cultura

Foto: reprodução

Ventania destrói Museu em Poconé 

O Museu de Vovó Bem, em Poconé, foi destruído por uma ventania forte durante uma chuva. O museu, que abriu em 2005 e foi incluído no cadastro nacional dos museus em 2010, era reconhecido por preservar a cultura do município. Um coqueiro caiu sobre a casa, destruindo objetos, relíquias e registros históricos. Um apelo para reconstruir o espaço foi publicado nas redes sociais, e uma vaquinha está sendo organizada para auxiliar na reconstrução. (G1-MT)