Compra do VLT de MT é aprovada com 30% de depreciação

Foto: arquivo/Governo de Mato Grosso

A empresa responsável pelo sistema metroviário de Salvador (CCR) indicou que os 40 trens do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) de Mato Grosso estão aptos a entrar em operação, apesar da degradação de uma década sem uso. O governo da Bahia está em negociação para adquirir esses trens do governo de Mato Grosso em um processo de avaliação do Tribunal de Contas da União (TCU). De acordo com o relatório, a empresa calculou que o valor original dos trens sofreu uma depreciação de 30%. O documento também sugere ajustes como garantia técnica e assistência por dois anos.

Na obra prevista para a Copa do Mundo de 2014, que não foi concluída em Cuiabá/Várzea Grande, foram gastos R$ 1,077 bilhão. O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), autorizou ontem o lançamento do edital de licitação para a implantação do VLT em Salvador, com um investimento de R$ 3,6 bilhões. (A Tarde/Secom-BA)

 

COLUNA

Adriana Mendes

Informações de política, judiciário e meio ambiente.

Fica para o ano que vem…

Quando o assunto se torna complicado de resolver, uma alternativa comum é postergá-lo, e nada é mais conveniente do que deixar para o próximo ano. Em alguns casos, a falta de acordo prevalece; em outros, o interesse é escasso, ou a decisão depende de uma série de fatores e deliberações de terceiros.

Nesta quarta-feira, a colunista Adriana Mendes aborda algumas questões políticas e obras que foram adiadas. E 2024 tá bem aí!

Confira aqui a coluna completa.

 

Servidores do TJMT ganham auxílio-alimentação de R$ 6,9 mil no Natal 

Servidores e magistrados do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) receberam um auxílio-alimentação especial de R$ 6,9 mil exclusivamente para o mês de dezembro de 2023, conforme decisão assinada pela presidente do TJMT, desembargadora Clarice Claudino. A partir de janeiro de 2024, o auxílio-alimentação do tribunal será ajustado para R$ 1,9 mil mensais. (Olhar Direto) 

Justiça nega ao PL exclusão de post de Rosa Neide

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou o pedido do Partido Liberal (PL) para que a ex-deputada Rosa Neide (PT) excluísse uma publicação em suas redes sociais com imagens dos deputados mato-grossenses  bolsonaristas Abílio Brunini (PL), Amália Barros (PL), Coronel Fernanda (PL), José Medeiros (PL) e Coronel Assis (União). O post repudiava o voto contrário dos deputados ao projeto de cirurgia reparadora. O PL alegou que a criação da narrativa era dotada de fake news e afirmou que os parlamentares votaram a favor do projeto. (Olhar Jurídico) 

 

Lula viaja ao litoral do Rio para folga de fim de ano

O presidente Lula viajou ontem para o litoral do Rio de Janeiro para um recesso de fim de ano, com previsão de retorno a Brasília em 3 de janeiro. Lula e a primeira-dama, Janja, ficarão na base naval da Restinga da Marambaia, local tradicionalmente utilizado por presidentes para períodos de descanso e feriados. Além de Lula, presidentes como Fernando Henrique Cardoso, Michel Temer e Jair Bolsonaro já se hospedaram na base naval. O território no litoral fluminense é administrado pelo Exército, Marinha e Aeronáutica. (G1)

Ex-MT Saúde faz acordo para pagar R$ 300 mil em 80 parcelas 

A Justiça de Mato Grosso homologou um acordo firmado entre o Ministério Público de Mato Grosso e Yuri Bastos, ex-presidente do MT Saúde, condenado por improbidade administrativa. Ele se comprometeu a pagar R$ 300 mil, divididos em 80 parcelas, e terá ainda um ano de carência para o primeiro pagamento. Com o acordo, Yuri Bastos reconheceu os atos de improbidade cometidos e se comprometeu a reparar os danos causados. A ação é referente a um suposto esquema de desvio de dinheiro no MT Saúde entre 2005 e 2006, período em que foi presidente. (Olhar Jurídico)

 

Meio Ambiente

Foto: reprodução

Trecho da estrada de Chapada é novamente interditado

A estrada de Chapada, na região do Portão do Inferno, ficou ontem totalmente interditada, devido às condições climáticas que podem causar novos deslizamentos no local. O governo de MT informou que pretende instalar uma cortina de contenção no trecho. Desde o final de semana está sendo feito um sistema de ‘pare e siga’, liberando alguns veículos dependendo da situação. 

Com o aumento da chuva, o desvio que passava pelo distrito de Água Fria registrou diversos atoleiros. Com isso, a  recomendação  agora é seguir pela BR-364 no caminho de Campo Verde. (G1-MT/Sinfra)

Observatório critica ataques do governo ao ICMBio 

O Observatório Socioambiental de Mato Grosso, em uma carta aberta, criticou o governo de Mato Grosso por não investir no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães e por atribuir a responsabilidade dos deslizamentos de rochas na rodovia  de Chapada (MT-251)  ao Instituto Chico Mendes (ICMBio).

O órgão disse que o desprendimento de rochas virou um “alerta midiático promovido de forma deliberada pelo estado”, sendo que a administração federal estaria sendo vista “como vilã” de uma longa história que “é farta de omissões do próprio governo estadual”.(ObservaMT)

Leia aqui a carta na íntegra. 

Fazendeiro vai pagar R$ 6,7 milhões por desmate ilegal

O Ministério Público Estadual (MPE) firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o proprietário da Fazenda Marília, localizada em São Félix do Araguaia, que se comprometeu a pagar R$ 6,7 milhões como indenização por danos ambientais resultantes de desmatamento ilegal. Além disso, o proprietário deve regularizar a fazenda em até 90 dias. O acordo também estabelece que a indenização será paga em 36 parcelas de aproximadamente R$ 188 mil, como reparação pela remoção indevida da vegetação em 1.353 hectares de reserva legal.  (Mídia News) 

 

Economia

Foto: arquivo/Prefeitura Municipal de Cuiabá

IPTU 2024 em Cuiabá terá cota única com desconto até 13 de março 

O IPTU de Cuiabá terá o vencimento da primeira parcela em 13 de março do ano que vem, conforme decreto publicado ontem. Os contribuintes que optarem pelo pagamento em cota única receberão um desconto de 10%. Além disso, há a possibilidade de parcelamento do imposto em até oito vezes, com parcelas mensais e consecutivas. O carnê digital contendo a cota única e as parcelas será disponibilizado a partir de 1º de fevereiro de 2024. (Mídianews)

Salário-mínimo será de R$ 1.412  a partir de janeiro 

O governo federal definiu que o novo valor do salário mínimo será de R$ 1.412 a partir de janeiro de 2024, com pagamento em  fevereiro. Atualmente, o mínimo está em R$ 1.320. O acréscimo é de R$ 92 e ficou abaixo dos R$ 1.421 estimados pelo governo na proposta de orçamento deste ano. Até o dia 31, o presidente Lula vai editar um decreto estabelecendo o valor. (O Globo)

 

Reoneração do diesel começa dia 1º de janeiro, diz Haddad

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou ontem a reoneração de tributos federais sobre o diesel a partir do início do ano que vem. Ele afirmou que os cortes feitos pela Petrobras vão ajudar a amortecer quaisquer impactos para o consumidor. Segundo Haddad, o impacto da reoneração é de pouco mais de 30 centavos. (Folha SP)

Redução no diesel – Já está valendo a nova queda sobre os preços do óleo diesel A, conforme anúncio feito pela Petrobras. A redução é de R$ 0,30 por litro sobre o combustível comercializado nas refinarias da empresa e corresponde a um corte de 7,94% nos preços, que passará a ser de R$ 3,48 por litro. Esse é o segundo corte de preços do diesel em dezembro, que acumula redução de 14,07% no mês. (Valor)

Juíza libera R$ 15 milhões para conclusão de hotel em Cuiabá

A juíza Anglizey Solivan de Oliveira, da 1ª Vara Cível de Cuiabá, especializada em Falência e Recuperação Judicial, autorizou o Grupo Engeglobal a obter um financiamento de R$ 15 milhões para a conclusão do “Grand Boutique Hotel”, situado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), em Cuiabá. Este financiamento é parte do plano de recuperação judicial do grupo, que propôs a criação de uma “Upi Hotelaria”  como ativo. O financiamento, oferecido pelo Golden Bird Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Não Padronizados, será garantido pelo imóvel do hotel e pela cessão fiduciária dos recebíveis gerados pelo empreendimento. (Gazeta Digital)

 

Bolsa  bate recorde histórico e dólar cai ao menor nível desde agosto

O Ibovespa, principal índice acionário da bolsa de valores brasileira, a B3, fechou ontem (26) e superou os 133 mil pontos, atingindo um novo recorde. Ao longo da sessão, investidores repercutiram a divulgação do último Boletim Focus de 2023. A publicação mostrou, mais uma vez, redução nas expectativas para a inflação deste e do próximo ano. As projeções para o preço do dólar também caíram.

O dólar caiu 0,79%, cotado a R$ 4,8220, no menor patamar desde 2 de agosto, quando fechou em R$ 4,8039. Com o resultado, a moeda passou a acumular quedas de 1,90% no mês e de 8,64% no ano. (G1)

Governo publica regras para uso do FGTS no financiamento do PAC 

A nova regra prevê que ao menos R$ 46,2 bilhões dos recursos do FGTS devem ser direcionados para concessão de financiamentos de habitações a pessoas físicas. A medida vai contemplar famílias que tenham renda mensal bruta de até R$ 4.400. Outros R$ 995 milhões serão destinados para a concessão de financiamentos obtidos para a aquisição de uma unidade habitacional.

Ainda de acordo com a norma, R$ 1,4 bilhão será reservado para financiamentos que beneficiem famílias com renda mensal bruta entre R$ 2.640 e R$ 4.400. (O Globo)

 

Curiosidades

Foto: Freepik

Cuiabá terá três feriados a mais que o estado em 2024 

O governo de Mato Grosso anunciou 15 feriados para o próximo ano, enquanto que a prefeitura de Cuiabá definiu 18. Os três a mais na Capital são:14 de fevereiro, Quarta-Feira de Cinzas, até as 13h;  dia 8 de abril, aniversário de Cuiabá; e 8 de dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição. 

Confira aqui os feriados de 2024. (Primeira Página)

Conheça  os cinco carros  elétricos mais baratos do Brasil

Carros elétricos começaram a dar passos mais largos no mercado brasileiro em 2023. Em relação a novembro do ano passado, com crescimento de extraordinários 340%, por exemplo. Ainda assim, é um segmento muito pequeno em relação ao mercado total, com 3.197 emplacamentos até o fechamento de novembro..

A categoria foi inundada por novos modelos, e até novas marcas desembarcaram por aqui. A infraestrutura continua sendo um problema, mas vem melhorando. Assim como os preços, que, apesar de estarem mais acessíveis, ainda são altos para a maioria da população. (Estadão)